Caracterização

Setor de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior

®  Caracterização Genérica da Entidade

A Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior é uma IPSS, acreditada para a formação desde 1998 e que já que desenvolveu formação em áreas bastante diversificadas e em diferentes modalidades de formação.

A nossa Instituição tem vindo a desenvolver intensa atividade no meio onde está inserida, o Concelho de Campo Maior, quer no âmbito de valências tradicionais, quer de novas respostas a novos problemas. No desenvolvimento de várias atividades temos mantido parcerias com diversas instituições e integramos redes locais para, em conjunto com outras instituições, promover iniciativas de interesse comum no âmbito da educação, da solidariedade entre outras.

O sector de formação da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior possui uma bolsa de formadores em áreas diversificadas, sendo alguns deles, formadores internos, mas na sua maioria externos. De referir ainda que detemos um protocolo com o IEFP de Portalegre, com o qual articulamos, sempre que necessário, no sentido de conseguir o formador mais habilitado para ministrar as acções de formação.

®  Visão

A Santa Casa, desde a sua fundação até à atualidade, procura promover e garantir o exercício de direito de cidadania. Para que tal constitua prática corrente é essencial que os cidadãos possuam o mais elevado grau académico possível, de forma a poderem utilizar convenientemente os conhecimentos que este tipo de iniciativas lhes proporciona.

Numa sociedade que se quer cada vez mais informada e atenta aos desafios que surgem permanentemente, esta poderá ser a resposta aos problemas de qualificação e formação num concelho onde existe uma elevada percentagem de abandono escolar, não só nas faixas etárias mais elevadas mas também em idades inferiores, sendo que a maior parte da população residente completou apenas o 1.º ciclo do Ensino Básico e que apenas uma pequena parte completou o Ensino Secundário.

®  Missão

A Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior, e o Setor de Formação enquanto valência da mesma, regem-se por um conjunto de directivas, denominadas “Obras de Misericórdia” e sob as quais se orienta toda a atuação da Instituição e assentam nos seguintes valores:

Dar um bom conselho
Ensinar os ignorantes
Corrigir os que erram
Consolar os tristes
Perdoar as injúrias
Sofrer com paciência as fraquezas do próximo
Rogar a Deus por vivos e defuntos.

Em paralelo a estes valores, a Santa Casa tenta sempre, no desenvolvimento das várias atividades manter parcerias com diversas instituições e integrar redes locais para, em conjunto com outras instituições, promover iniciativas de interesse comum no âmbito da educação, do emprego, da solidariedade, do combate à toxicodependência e outras. Em parceria com Ministério da Segurança Social e do Trabalho – Instituto de Emprego e Formação Profissional - Centro de Emprego de Elvas / Centro de Formação Profissional de Portalegre, União das Misericórdias Portuguesas, Autarquias, Escolas do Ensino Básico e Secundário e Empresas Particulares e por candidaturas apresentadas ao QREN, promovemos um conjunto de ações de formação, visando a formação dos nossos profissionais e a qualificação de desempregados e de grupos desfavorecidos, facilitando a sua integração no mercado de trabalho.

®  Estratégia para a atividade formativa:

Por forma a concretizar a visão e missão da Instituição e por conseguinte, do Setor de Formação, definem-se algumas linhas de orientação estratégica para a atividade formativa, nomeadamente:

Qualificação pedagógica de formadores e modelos formativos;
Adequação dos conteúdos às necessidades dos destinatários;
Promover diligências com a intenção de estabelecer protocolos de colaboração com novas instituições;
Reconhecer a importância de disponibilizar formação acreditada;
Consolidar modelos formativos já estruturados, adequando-os ou alterando-os em função do público-alvo das ações;

®  Descrição genérica da actividade formativa

O Setor de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior, acreditado para a formação desde 1998, tem mantido uma actividade formativa regular, diversificando áreas e modalidades de formação. Destacam-se desta forma as seguintes ações:

1998 – Curso de Tecelagem e artesanato e Curso de Pintura Alentejana
2000/2001 - Formação em Compotas tradicionais e doçaria regional
2002/2003 - 9 cursos para ativos em áreas diversificadas
2002 – Curso de aprendizagem de Informática
2002/2003 – EFA B3 de Cozinha
2004/2005 – EFA B3 Assistentes Familiares e de Apoio à Comunidade
2005/2006 – EFA B3 Acompanhante de Crianças
2006/2007 – 6 Ações Saber + (em formação base)
2008/2009 – EFA nível Secundário de Contabilidade
2008/2009 – EFA nível Secundário de Higiene e Segurança no Trabalho (Homologado pela ACT)
2008/2009 – EFA B3 de Cozinha
2010/2011 – EFA B3 de Pintura da Construção Civil
2008/2012 – 5 Ações Pedagógicas Iniciais de Formadores (homologadas pela Delegação Regional do IEFP)
Desde 2008 - Formações Modulares Certificadas nas seguintes áreas:

2008/2009 :

3538 - Saúde da Pessoa Idosa – Cuidados Básicos, 25 horas

650 – Organização do Posto de Trabalho, 25 horas

0657 – Língua Inglesa – Comunicação Oral e Escrita

0664 – Aplicações Informáticas de Contabilidade

3445 – Língua Alemã – Acolhimento e Assistência ao Cliente

3536 – Velhice – Ciclo Vital e Aspetos Sociais

3546 – Prevenção e Primeiros Socorros – Geriatria

3548 - Saúde - Necessidades Individuais em Contexto Institucional

3551 – Animação e Lares e Centros de Dia

3257 - Cuidados Primários de Saúde e Segurança da Criança

2010/2011:

754 - Processador de texto

3429 - Língua inglesa - serviço de receção, atendimento e informação turística

756 - Folha de cálculo

757 - Folha de cálculo - funcionalidades avançadas

767 - Internet - navegação

3430 - Língua alemã - serviço de receção, atendimento e informação turística *

3486 - Língua inglesa - informação

3487 - Língua francesa - informação

3732 - Ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho - proteção de pessoas e bens

3429 - Língua inglesa - serviço de receção, atendimento e informação turística

3434 - Sistemas e equipamentos informáticos em hotelaria

3743 - Técnicas de socorrismo

3434 - Sistemas e equipamentos informáticos em hotelaria

2012/2013:

6934 - Língua espanhola - serviço de receção, atendimento e informação turística (50 horas)

3772 – Informática na Ótica do Utilizador – fundamentos (25 horas)

767 - Internet – Navegação (25 horas)

1709 – Nutrição (25 horas)

4651 - Gestão de Stress e gestão de conflitos (25 horas)

3308 – Cuidados Básicos de Saúde (25 horas)

4977 – Comunicação e Trabalho em Equipa (25 horas)

0756 - Folha de cálculo (50 horas)

0754 - Processador de texto (50 horas)

0358 – Língua Inglesa – atendimento no serviço pós-venda (50 horas)

3775 – Ergonomia no Posto de Trabalho (50 horas)

1708 – Noções de HACCP (25 horas)

3776 – Informática – Folha de Cálculo e Base de Dados (25 horas)

2006/2013 – Centro de Novas Oportunidades (certificações B1, B2, B3 e nível Secundário) -

Contámos desde o ano de 2006, com um Centro de RVCC, mais tarde designado por Centro de Novas Oportunidades que aumentou a qualificação escolar da população de Campo Maior e Concelhos limítrofes, através de várias parcerias com Empresas, IPSS, Juntas e Autarquias.Podemos referir que foram inscritos no nosso CNO 2466 adultos, sendo que através do processo de RVCC (Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências), efetuámos 1238 certificações de nível básico e Secundário até ao final de 2012.

Dado o cariz social da Santa Casa, um dos públicos privilegiados são os públicos desempregados e desfavorecidos, nomeadamente ao nível da modalidade EFA. É sempre um grande objetivo da equipa do Setor de Formação, tentar integrar profissionalmente o maior número de formandos no final de cada curso. Para tal estabelece parcerias para a realização da Prática em Contexto Real de Trabalho, em instituições onde, mediante o desempenho do formando, haja capacidade de integração do mesmo.

De um modo geral, a formação desenvolvida pelo sector de formação é financiada, no seguimento da aprovação de candidaturas ao FSE. De destacar, que dado o longo historial de formação, já elaborámos candidaturas aos mais variados fundos de financiamento (POEFDS, PRODEP, POPH e IEFP) e passando por diversos Quadros Comunitários, III QCA e QREN.

O Setor de Formação desenvolve também formação não financiada, nomeadamente ao nível da Formação Pedagógica Inicial de Formadores, onde existe uma grande procura por parte da população, não só do concelho, como de concelhos limítrofes. Contamos assim, com a homologação para o desenvolvimento de Formação Pedagógica inicial de Formadores, pelo IEFP, tendo já realizado 5 ações e certificado 71 formadores.

De referir ainda que a Santa Casa, é uma instituição de referência no meio onde está inserida e é vista desde logo como uma porta de entrada para a qualificação. Desta forma o Setor de Formação é também procurado por empresas do concelho no sentido de estabelecer protocolos para a formação dos seus funcionários, tal é o caso da empresa Hutchinson – Borrachas de Portugal.

É objetivo do Setor de Formação da Santa Casa da Misericórdia de Campo Maior, continuar a desenvolver formação nos domínios em que está acreditada, especializando-se em 5 áreas essenciais, nomeadamente:

146 – Formação de Professores e Formadores de Áreas Tecnológicas
344 – Contabilidade e Fiscalidade
762 – Trabalho Social e Orientação
482 – Informática na Ótica do Utilizador
811 – Hotelaria e Restauração